Make your own free website on Tripod.com

É  D E  G R A Ç A  M E S M O  ?

Texto retirado da "Revista da Web" - Fevereiro de 2000

A promessa: agora você já pode acessar a Internet gratuitamente.
A realidade: alguns bancos assumem uma parte (a menor) de seu custo de acesso à rede.
A Internet no Brasil agora é grátis! Os serviços oferecidos são excelentes. Como correntista, testei o do Bradesco, que é muito, mas muito rápido mesmo. O problema é que eles só dão 20 horas por mês, e algumas horas adicionais caso você use mais serviços do banco. Já no provedor iG, inscrever-se é mais rápido que soletrar a palavra cadastramento. O acesso é veloz, mas algumas vezes ganhei um sinalzinho de ocupado.

Meu ponto é que os 22 reais por mês, que a gente não precisa mais pagar, não são o maior custo de acesso à rede. Vamos pensar com a cabeça dos bancos, que estão subsidiando nosso acesso, e fazer uma análise financeira. Para começar, tem o computador, que custa uns 1500 reais e fica velho a cada ano e meio. Você não usa o micro só para acessar a rede, claro, mas e as ligações telefonicas? Quem conecta a Internet por telefone em São Paulo, no horário comercial, paga cerca de 1,20 reais por hora para a Telefônica. Se usar 20 horas por mês, a conta do telefone engorda 24 reais. Com 2 horas por dia, a conta aumenta quase 60 reais por mês. Então, apenas parte do acesso é gratuito, já que ele também depende da operadora telefênica. Resumindo: é claro que já é um pouco, mas não é tudo.

O acesso dial-up está sendo está sendo dado de bandeja justo quando começamos a ter alternativas concretas de acesso por banda larga, como cable modem e o novíssimo e excelente DSL. Eu particulamente, pago qualquer dinheiro por uma DSL ligada na minha casa em Ilhabela...

Por Ricardo Anderáos

Voltar