Make your own free website on Tripod.com
 


:.  Cultura

Home
O que é Wicca?
As raizes da bruxaria
O periudo das fogueiras
Cronologia pagã
Mito da criação
A visão wiccan do inicio do universo
Wicca não é satanismo
Pricipios da crença
Auto-conhecimento
Magia e Sexo


:.Livro das sombras


A deusa
O Deus
O Altar
Ferramentas
Nomes mágicos
O Coven
Tradições
Summerland
Lilith
Elementos
O Pentagrama
Deuses Celtas
Deuses Egipcios
Deuses Gregos
Deidades Pagãs
A lua
Xamãs
Druidas
Animal do Totem
Magia da árvores
Simbolos
Chackras
Numerologia
Quiromancia
Elementais
Alfabetos
Correspondencias
Meditação
Pedras
Energia
Significado dos sonhos
Os Mantras
Ouija
Cores
Ervas
Velas
Incensos
A roda do ano
Os 4 poderes do bruxo




:. Grimoire

O circulo mágico
Sabás
Esbás
Dedeicação
Iniciação
Feitiços
Rituais
Invocações
Exercícios
Glamuor


:. Cozinha da Bruxa

Doces
Salgados
Bebidas
Como fazer velas
Como fazer incensos




Ervas

A ervas têm sido usadas para curar o corpo desde os tempos pré-históricos, e o estudo das ervas medicinais data de mais de cinco mil anos, na época dos antigos sumerianos.
Os remédios de ervas são um sustentáculo na medicina tradicional chinesa, e o livro de ervas mais antigo de que se tem conhecimento é o chinês Pen-teüo, escrito pelo imperador Shen-nung (3737-2697 a.C.). Estão registrados nesse livro mais de 300 preparados com ervas medicinais.
Os antigos egípcios também usaram remédios de ervas, e, de acordo com um registro antigo chamado Papiro Ebers, houve perto de 2.000 doutores em ervas praticando sua arte no Egito por volta do ano 2.000 a.C.
Foram encontrados livros sobre ervas dos antigos gregos, que estudaram suas qualidades medicinais e registraram muitas observações. Segundo o filósofo grego, botânico e autor Teofrasto, mais de 300 ervas medicinais cresciam no jardim de Aristóteles.
No primeiro século da era cristã, o primeiro tratado europeu sobre as propriedades e uso medicinal das ervas foi compilado por Dioscórides, médico grego.
A cura pelas ervas foi rito importante em várias religiões pré-cristãs. Referências que se repetem aparecem até nos Antigo e Novo Testamentos da Bíblia, independente do fato de a igreja cristã primitiva ter preferido a cura pela fé à prática formal da medicina, a qual tentou proibir.
As tribos indígenas da América do Norte utilizavam ervas tanto para curar como para a prática da magia e descobriram utilidade para quase todas as plantas nativas. Seu conhecimento inestimável de inúmeros medicamentos botânicos foi passado para os colonizadores brancos europeus nos Estados Unidos e no Canadá.
No ano de 1526, o anónimo Grete Herball foi o primeiro livro sobre ervas publicado em língua inglesa. Em 1597, surgiu um dos mais famosos livros dessa era. Foi chamado de Gerardes Herball e era um trabalho de John Gerard, cirurgião e farmacêutico inglês do rei James I. Em 1640, surgiu o livro Theatrum Botanicum, de John Parkinson, seguido de outro, sobre as influências astrológicas nas ervas, de Nicholas Culpepper.
À medida que a química e outras ciências médicas rapidamente se desenvolveram, nos séculos 18 e 19, a medicina das ervas perdeu popularidade nos Estados Unidos e na Europa, cedendo lugar às drogas químicas ativas e à prática da quimioterapia.
Atualmente, nos Estados Unidos, testemunha-se o ressurgimento do interesse popular pelas ervas e pêlos produtos derivados, e algumas pessoas (incluindo wicca-nianos, os seguidores da Nova Era e os que se voltam para a natureza) estão começando a se afastar dos medicamentos artificialmente preparados da sociedade moderna para buscar os métodos mais naturais e antigos da cura.
As ervas são naturais. Muitas podem ajudar a prevenir e a curar doenças. E, para muitas doenças, a cura da Mãe Natureza pode ser muito melhor do que as pílulas sintéticas de sabor desagradável produzidas pelo homem e que proporcionam alívio temporário dos sintomas, mas não erradicam a causa da doença.
NOTA: muitas doenças atuais precisam dos métodos atuais de tratamento. No caso de condições emocionais ou físicas crónicas ou sérias, recomenda-se algum tratamento médico profissional a ser imediatamente procurado.)
Muitos Wiccanianos apreciam plantar seus próprios jardins de ervas; entretanto, a maioria das ervas medicinais (e mágicas) pode ser obtida também em lojas de produtos naturais, floras, supermercados e até nas florestas ao longo das estradas, se você conhecer o que está procurando.

Algumas ervas desta lista podem ser venenosas, dependendo da forma como são usadas. Não aconselhamos que ninguém saia por aí ingerindo erva alguma... Normalmente usamos as ervas em "charmbags", pra queimar no caldeirão, adornar o altar, etc... Também fazemos óleos, incensos e às vezes ingerimos, mas nós temos conhecimento. Se você não tem experiência em herbalismo, então tome cuidado. Não somos responsáveis por qualquer besteira que você possa vir a fazer!

 

  • Absinto: Estimulante geral para o cansaço mental e físico.
  • Alecrim: Traz saúde e sucesso nos negócios, acalma, expulsa a negatividade, traz proteção.
  • Alfazema: Acalma , limpa o ambiente.
  • Almíscar: Afrodisíaco, traz sensualidade e atração.
  • Amor-perfeito: Purificação, estudo, amor, elevação das vibrações.
  • Angélica: Fortifica a espiritualidade.
  • Anis: Para despertar o amor interno.
  • Anúbis: Para desperta a força.
  • Arruda: Proteção, limpa ambientes carregados. O chá de arruda pode ser *abortivo* ou *venenoso*,
  • Dependendo da quantidade.
  • Bálsamo: Acalma e equilibra a energia.
  • Bálsamo Rosa: Acalma, purifica, estudo, amor, elevação das vibrações, poderes psíquicos.
  • Benjoim: Aumenta a espiritualidade, exorcismo, purificação.
  • Camomila: Acalma, purifica, poderes psíquicos, concentração.
  • Canela: Estimulante; atrai prosperidade, bens materiais, equilíbrio mental.
  • Cânfora: Acalma, limpa ambientes carregados, desenvolvimento psíquico, espiritualidade.
    Cedro: Purifica, para despertar forças, poderes psíquicos, concentração, paz.
  • Coco: Estimula o bem estar.
  • Cravo: Excitante, afrodisíaco, expulsar forças negativas, e expectorante.
  • Cravo-da-Índia: Purifica, para despertar força, espiritualidade, sensualidade e atração.
  • Dama-da-noite: Ideal para encontros amorosos. Ativa as forças do inconsciente, excelente para trabalhos terapêuticos e psíquicos.
  • Egípcio: Purifica, amor.
  • Erva-doce: Poderoso calmante.
  • Espiritual: Purifica, para despertar forças e espiritualidade.
  • Eucalipto: Purificação, saúde.
  • Eternum: Estudo, espiritualidade, elevação das vibrações, psíquico.
  • Flor-do-campo: Equílibrio emocional.
  • Flor-de-pitanga: Incentiva a criatividade.
  • Flor-da-Índia (Kewda): Purifica as vias respiratórias.
  • Floral: Afasta os sentimentos negativos.
  • Heliótropio: Amor.
  • Jasmim: Afrodisíaco, atrai paixão, melhora o humor, espiritualidade, elevação das vibrações, psíquico.
  • Kamarc: Para despertar força.
  • Lavanda: Harmonia, paz e equilíbrio.
  • Lótus: Estudo, elevação das vibrações, paz.
  • Marçã-Rosada: Acalma.
  • Madeira: Energia positiva, amor, elevação das vibrações.
  • Madeira Oriental: Sensualidade e atração.
  • Mirra: Traz saúde e sucesso nos negócios, oferenda aos Deuses, boa sorte, acalma, purifica, espiritualidade, psíquico, exorcismo, expulsa negatividade, limpeza.
  • Mirra Quéfren: Para despertar força.
  • Noz Moscada: Diminui a ansiedade, atrai bens materiais, sucesso.
  • Ópio: Favorece a determinação, elevação das vibrações, estudo e psíquico, alucinógeno.
  • Ópio Rosa: Sensualidade e atração.
  • Orquídea: Afrodisíaco, beleza, glamour, fertilidade.
  • Patchouli: Desperta a alegria, clarividência, sensualidade, atração, para despertar força, abre os caminhos, sorte.
  • Papoula: Psíquico.
  • Quéfren: Elevação das vibrações e psíquico.
  • Rosa: Purifica, estudo, espiritualidade, amor, elevação das vibrações, psíquico.
  • Rosa Branca: Purifica os sentimentos, acalma.
  • Rosa Musgo: Rejuvenesce, embeleza e amacia a pele.
  • Rosa Real: Útil na defesa da casa.
  • Rosário: Acalma, amor, elevação das vibrações.
  • Romanus: Para despertar força e psíquico.
  • Sândalo: Acalma, purifica, estudo, espiritualidade, amor, elevação das vibrações, sensualidade e atração, favorece a meditação e a intuição; equilíbrio mental.
  • Verbena: Atrai sorte, fertilidade, sensualidade, amor.
  • Vetivert: Ativa a sensualidade, comando.
  • Violeta: Desperta auto-confiança, afrodisíaco.
  • Templum: Estudo, espiritualidade, elevação das vibrações, psíquico.
  • Ylang-Ylang: Ativa a sensualidade, poderoso afrodisíaco, terapêutico, acalma.