Make your own free website on Tripod.com
 


:.  Cultura

Home
O que é Wicca?
As raizes da bruxaria
O periudo das fogueiras
Cronologia pagã
Mito da criação
A visão wiccan do inicio do universo
Wicca não é satanismo
Pricipios da crença
Auto-conhecimento
Magia e Sexo


:.Livro das sombras


A deusa
O Deus
O Altar
Ferramentas
Nomes mágicos
O Coven
Tradições
Summerland
Lilith
Elementos
O Pentagrama
Deuses Celtas
Deuses Egipcios
Deuses Gregos
Deidades Pagãs
A lua
Xamãs
Druidas
Animal do Totem
Magia da árvores
Simbolos
Chackras
Numerologia
Quiromancia
Elementais
Alfabetos
Correspondencias
Meditação
Pedras
Energia
Significado dos sonhos
Os Mantras
Ouija
Cores
Ervas
Velas
Incensos
A roda do ano
Os 4 poderes do bruxo




:. Grimoire

O circulo mágico
Sabás
Esbás
Dedeicação
Iniciação
Feitiços
Rituais
Invocações
Exercícios
Glamuor


:. Cozinha da Bruxa

Doces
Salgados
Bebidas
Como fazer velas
Como fazer incensos




Sonhos

Qual bruxo(a) já não teve um?Quem não tem vontade de tê-los? Prever o futuro, poder com isso ajudar as pessoas e a si mesmo não pode ser algo sem importância. Pelo ao contrário, é algo muito complexo e que poucos conseguem  tê-los propositalmente, porém se o sonho é forçado é provável que ele mostre um futuro também forçado e por isso eu mostrarei aqui de onde eu acho que esses sonhos vêm e por que eles acontecem, porém a resposta para como fazer para ter esses sonhos cada um que teve essas experiências tem uma e obviamente eu mostrarei aqui a minha resposta. Os sonhos reveladores nunca surgem sem motivos, sempre vem da lembrança, até mesmo inconsciente, de um fato, de um livro, de um filme ou outras coisas. Quem sabe até o ato de você ler esse livro ou assistir esse filme seja uma adivinhação totalmente inconsciente para que mais tarde seu consciente possa interpretá-lo? Isso pode parecer meio maluco, mas quando você lê um filme de tragédia, por exemplo, nem que seja por um segundo, você criará um elo triste, mas às vezes, como nós bruxos(as) somos mais sensíveis. Esse elo triste atraíra presságios tristes, porém não vai ser por isso que você não assistirá um filme de drama, pois você tendo esses sonhos você pode tentar evitar que o fato ocorra, mesmo contrariando o destino.

 

Outra curiosidade, no meu ponto de vista, é que os sonhos nunca vêm exatos, ou seja, como o fato irá acontecer certinho, vem sempre algum detalhezinho distorcido, por isso, mesmo que tenhamos esses sonhos não podemos acreditar em tudo que vemos temos saber separar o que é viável ou inviável, separar o que é principal do que é secundário, enfim, não basta apenas ter os sonhos, tem que saber interpretá-los. Há outras maneiras que nossa alma nos diz algo que vai acontecer ou está acontecendo: através das nossas sensações. Já vi eu muitas revistas relatos de pessoas (bruxas e não), que sentiram-se mal antes de, por exemplo, alguém que ela gostava muito morrer. Mas para conseguir obter esse tipo de revelação a pessoa tem que ser sensível, captar as energias do ambiente e isso você consegue fortalecendo sua aura através de meditação, de concentração e de magias para o crescimento espiritual, mas mesmo assim você terá de ficar atento por si mesmo às energias do ambiente e para captar as energias de alguém que está longe você precisa imaginar-se perto da mesma, pois provavelmente essa pessoa (mesmo não sendo bruxo(a)) sentirá você ao seu lado e enviará uma resposta. Para fazer isso é necessário estar bastante concentrado nessa pessoa a não parar de pensar nela em um segundo. Seria como uma conexão da Internet: se você está fazendo um download e o computador desconecta-se você terá de começar tudo de novo.

 

Existe também a telepatia que pode parecer igual ao que eu acabei de citar, porém é diferente. Na telepatia a pessoa com que você conversa tem que ser muito mais ligada a você. E a resposta não vem através de sensações, vem através de mensagens claras, quase como se tivesse falando pessoalmente com a pessoa em questão. O procedimento é quase o mesmo: você tem que concentrar-se na pessoa e enviar uma mensagem a ela, porém ela também tem que estar concentrada, você tem que ver se ela está on-line. Caso não esteja fique ao lado dela e ela, sendo muito ligada a você, irá se concentrar. Daí é só continuar concentrado.

 

Falando assim parece fácil, mas o nível de concentração da pessoa tem que ser muito alto senão a qualquer ruído ela desperta. Outro tipo de sonho é aquele que ocorre pela vontade que você tem que algo aconteça. Quando se deseja algo com força e fé cria-se um elo que ajuda que esses desejos realizem-se e nesse caso o sonho seria apenas para confirmar que aquilo irá acontecer mesmo, mas não se iluda porque às vezes o sonho é a sua vontade. Você saberá distinguir um do outro pelo jeito em que você aparece nele: se aparece feliz é apenas a sua vontade, mas se você aparece como se o fato fosse normal, ou nem aparece é uma confirmação.

 

Algumas pessoas dizem que, por exemplo, sonhar com uma cobra significa traição. Bobagem ao meu ponto de vista, pois os sonhos, por mais misteriosos que sejam, tem que ser algo claro, algo que se todos no mundo tivessem esses sonhos na hora saberiam, pelo menos, do que se tratava. Isso de cobra representar traição é uma besteira, a alma revela o futuro do jeito que ela o conhece. A alma é Universal, mas os detalhes são diferentes. Eu ilustraria uma traição com um homem fazendo sexo com uma mulher que não fosse sua esposa, porém você pode fazê-lo de maneira diferente, é tudo uma questão do ponto de vista. Como você vê o mundo será a maneira que ele aparecerá nos seus sonhos. Você tem que descobrir com o que aquele sonho está associado.

 

Nós criamos códigos claros, como a da traição e ocultos que você tem que ir além dos pensamentos para descobri-lo. Por exemplo, quem já não olhou uma pessoa e criou uma antipatia inexplicável? Provavelmente essa pessoa tem um código que desperta a antipatia em você, sem você saber. Nós podemos fazer um teste interessante sobre isso. Quem quiser diz como interpreta os itens a seguir e manda para alinekax@hotmail.com (meu e-mail, para que ninguém sofra a influência de outra pessoa) com o assunto sonhos para fazermos uma comparação:

 

  • ·Amor
  • ·Harmonia
  • ·Magia
  • ·Sorte/azar
  • ·Amizade
  • ·Natureza
  • ·Deusa/Deus
  • ·Magia Negra

 

Funções do sonho

 

"O sonho é a realização de um desejo." Essa é a fórmula fundamental de Freud. Por distorção, atribuiu-se-lhe a tese de que o desejo a se realizar através do sonho seria de natureza sexual. Freud sempre protestou contra essa interpretação. Na verdade, ouras pressões motivacionais podem provocá-lo. Por outro lado, o sonho constitui-se em condição indispensável ao processamento do sono. Sonha-se para que se possa dormir. A tendência perturbadora é o desejo a se reduzir ou satisfazer.

 

Propriedades do sonho

 

Entre as propriedades do sonho mencionem-se: (a) a facilidade com que ele é esquecido, tão logo ocorre o retorno à vigília; (b) o predomínio das imagens e, em particular, das imagens visuais sobre os elementos de natureza conceitual, caracterizando-se, assim, o sonho como expressão de processo regressivo; (c) seu conteúdo significativo redigido em nível metafórico e impondo trabalho de interpretação; (d) sua natureza hipermnésica, no sentido de que nele se mobilizam experiências inacessíveis à evocação quando em estado de vigília.

 

Níveis do sonho

 

Freud distinguiu, no sonho, o conteúdo manifesto e o conteúdo latente, isto é, as idéias oníricas encobertas. O conteúdo manifesto é o sonho tal como relatado. O conteúdo latente é o seu sentido oculto, sentido que justifica o processamento da análise interpretativa. Os pensamentos latentes e o conteúdo manifesto do sonho aparecem como dois relatos dos mesmos fatos, em línguas diferentes ou em níveis diversos. O conteúdo manifesto se revela como espécie de forma critica dos pensamentos latentes montada através do que Freud denominou ‘trabalho do sonho’. Seu desvelamento é a tarefa da técnica hermenêutica.

 

Mecanismos do sonho

 

Freud distingue cinco mecanismos mobilizados na construção do sonho. São eles: a condensação, a dramatização, o simbolismo, o deslocamento e a elaboração secundária. Por condensação se entende o processo segundo o qual o conteúdo latente se expressa sinteticamente do conteúdo manifesto. O sonho, diz Freud, é breve, lacônico, pobre, quando comparado à amplitude e à riqueza das idéias oníricas latentes. Freud ainda explica a condensação através do fato de que as imagens que compõem o conteúdo manifesto são superdeterminadas, isto é, dependem de várias causas latentes e não de uma só.

 

Por deslocamento se entende o processo pelo qual a carga efetiva se destaca do seu objeto normal para fixar-se num objeto acessório. Com isso, o objeto por ela inicialmente impregnado perde a condição de evocabilidade. Converte-se em objeto neutro. A dramatização consiste no processo através do qual os conteúdos conceituais são substituídos por imagens visuais. Graças a ela, o sonho não se constrói à base de palavras. Estas, quando aparecem, são irrelevantes. É essa a razão pela qual se conceitua o sonho como processo regressivo.

 

A simbolização se distingue da dramatização por dois caracteres fundamentais. Em primeiro lugar, enquanto a dramatização parte do abstrato para o concreto, do conceito para a imagem, a simbolização parte do concreto para o concreto, da imagem para outra imagem. Em segundo lugar, a relação do significado com o sinal é estritamente individual na dramatização; na simbolização, o processo é constante de um indivíduo para outro, seja, é universal. O mecanismo de formação de símbolos é mais próximo do deslocamento do que da dramatização. Para Freud, a simbolização depende, essencialmente, da censura. Nenhuma outra razão explicaria o recurso à metáfora.

 

Finalmente a elaboração secundária se revela como o processo pelo qual, à medida que se aproxima a vigília, se introduz nas produções oníricas uma lógica mais ou menos artificial, que visa a preparar o reajuste do indivíduo às condições da realidade.

  Significado dos sonhos