Make your own free website on Tripod.com

Sebastião de Magalhães Lima

Percurso maçónico
1850
30 de Maio - Nasce no Rio de Janeiro, Brasil, filho de emigrantes portugueses, Sebastião de Carvalho Lima e Leocádia Rodrigues Pinto de Magalhães.

1874
Iniciado na Loja Perseverança, nº 74, em Coimbra, do Grande Oriente Lusitano Unido, com o nome simbólico de João Huss, passando depois a coberto.

1890
Regulariza-se na Loja Obreiros do Trabalho, nº 160, do Grande Oriente Lusitano Unido, em Lisboa.

1892
É um dos fundadores da Loja Gomes Freire, nº 177, em Lisboa, do Grande Oriente Lusitano Unido.

1904
Filia-se na Loja Livre Exame, nº 200, em Lisboa, do Grande Oriente Lusitano Unido.

1906
É um dos fundadores da Loja Solidariedade, nº 270, em Lisboa, do Grande Oriente Lusitano Unido.
Desempenha funções de Presidente do Conselho da Ordem do Grande Oriente Lusitano Unido (1906-1907).

1907
É eleito Grão-Mestre do Grande Oriente Lusitano Unido, sendo depois sucessivamente reeleito (1907-1928). Ocupa ainda este cargo à data da sua morte. Como maçon e como Grão-Mestre participou em numerosos congressos e encontros maçónicos, nacionais e internacionais.
Acumula o cargo de Grão-Mestre com o de Soberano Grande Comendador do Supremo Conselho do Grau 33 do Rito Escocês Antigo e Aceite, grau que lhe foi expressamente concedido pelo Supremo Conselho da Escócia, em Edimburgo.

1921
Funda a Liga Portuguesa dos Direitos do Homem.

1928
7 de Dezembro - Morre em Lisboa.

Foi um dos maçons portugueses mais conhecidos e prestigiados fora de Portugal, e um dos grão-mestres com mais longo mandato na história maçónica portuguesa (1907 a 1928), coincidente com o período de maior apogeu da Maçonaria em Portugal. Na sua última mensagem como grão-mestre, em 1928, condenou a opressão que um regime ditatorial impusera ao seu país desde 1926, afirmando que os conceitos de Pátria e de Liberdade eram sinónimos.

voltar à página anterior

J.J.A.D. e A.H. de O.M.