Make your own free website on Tripod.com

Renascimento Cultural (1300-1600)

“O homen é a medida comum de todas as coisas”

 

Renascimento = transformações culturais decorrentes do Renascimento comercial e urbano e do aparecimento da burguesia, manifestando-se na literatura, artes plásticas, filosofia e ciência.

Não foi um fenômeno isolado.

  *no plano político: centralização do poder, que resultou na formação do estado moderno.

Movimento intelectual (artístico, literário, filosófico, cientifico) que caracterizou a transição da cultura medieval para a cultura moderna.

Rompeu o monopólio exercido pela igreja.

Não determinou uma ruptura, mas sim uma transição.

Coexistiram os dois estilos.

Influência da cultura greco-romana foi marcante.

 

Homen renascentista: individualismo, otimismo, naturalismo e hedonismo (paixão pelos prazeres mundanos). Essas características se contrapõem às do homen medieval.

 

Repúdio aos ideais medievais: cavalaria, importante instituição da idade média, entra em declínio.

 

Escolástica é repudiada tanto pela escola neoplatônica quanto pelos realistas.

 

Humanismo = vem do Latim humanus = cultivado

-          Valorização do homem

-          Concepção antropocêntrica

 

A cultura Renascentista expandiu-se sob a proteção e o financiamento dos poderosos comerciantes, banqueiros, papas. Essa elite mantinha os intelectuais e artistas sendo denominados de MECENAS.

 

Fatores que geraram o Renascimento:

      - no plano econômico: o renascimento comercial reativou o intercâmbio cultural entre o ocidente e oriente.

      - no plano social: urbanização gerava as condições de uma nova cultura.

      - no plano intelectual: retomada dos estudos das obras clássicas foi de grande importância.

-          Aperfeiçoamento da imprensa (Gutenberg)

-          A nova cultura apareceu em primeiro lugar na Itália. As cidades italianas monopolizavam o comércio de especiarias.

 

Renascimento italiano nas letras:

-          Três períodos: trecento (1300-1399), quatrocento (1400-1499), cinquento (1500-15500).

-          Precursor do Renascimento: Dante Alighieri_ A Divina Comédia

 

Trecento:

*Francisco Petrarca (1304-1374)

-          Pai da literatura renascentista

-          Odes a Laura

-          De África

 

*Giovanni Boccaccio (1313-1375)

-          Decameron

-          Características anticlericais, elementos eróticos e picarescos.  

Quatrocento:

-          Período mais fraco

-          Criação da escola de filosofia neoplatônica por Lourenço de Médici.

-          Paggio, Beccadelli, Filelfo e Pontano.

-          Paganismo militante, temas eróticos, reação contra a fé e o moral cristãos.

 

Cinquento:

-          Capital passa a ser Roma.

-          Nicolau Maquiavel (1469-1527), promoveu a radical separação entre religião e política.

-          O Príncipe _ estado unificado, poder político forte e centralizado, sem tutela da Igreja.

-          Mandrágora

-          Homen é mau por natureza.

 

Renascimento italiano nas artes plásticas:

-          Declínio do estilo gótico

-          Volta aos padrões clássicos

 

Trecento:

-          Giotto (1276-1336): precursor da pintura renascentista

-          Perspectiva na pintura, aspecto de profundidade.

-          Obra mais conhecida: São Francisco pregando aos pássaros e cenas da vida de cristo.

 

Quatrocento:

-          Pintura a óleo

-          Comercialização da arte

-          Masaccio

-          Botticelli

-          Leonardo da Vinci: figura de transição entre o quatrocento e o cinquento, manifestou profundo realismo. Pinturas famosas: Virgem dos Rochedos, Última ceia, Mona Lisa (a Gioconda).

-          Ticiano

-          Tintoretto

 

Cinquento:

-          Sinais de decadência e apogeu

-          Rafael

-          Miguel Ângelo

 

Desenvolvimento Científico no Renascimento:

-          Copérnico: heliocentrismo

-          André Vessálio: dissecação

-          Servet: pequena circulação

-          Harvey: função das veias