Make your own free website on Tripod.com

STEVE HACKETT

Sua estréia no meio fonografico deu-se em 1970 quando gravou um disco com a banda Quiet World, recentemente em entrevista, ele recordou alguns fatos da gravação deste disco.

Penso neste disco mais como um produto de seu tempo do que um grande álbum mas tinha qualidades, pois era um tipo de música híbrida e moderna...

Este álbum, titulado The Road, foi lançado em 1970 pelo selo Dawn Records, sendo posteriormente lançado também no Japão.

Em 1971 substitui Anthony Phillips - fundador do Genesis - nesta mesma época, Peter Gabriel responde a um anúncio na Melody Maker e também passa a integrar a banda.

Sua primeira contribuição foi na músicia Nursery Cryme onde criou arranjos complexos e sofisticados que tornaram-se marca registrada de seu estilo.

Seu primeiro disco solo foi gravado enquanto estava no grupo em 1975 Voyage of Acolyte, ele relembra,

"Olhando para o passado, creio que em meados de 1974 estavamos parados... de qualquer maneira, nesta época eu tive um Mellotron em casa e ficava horas tocando... reuni uma ou duas idéias porque comecei a pensar numa música sem restrições e desejei mostrar a banda I

Propus uma ou duas coisas e eles não gostaram e isso fez com que eu fosse ainda mais na direção das coisas que eu sentia e eles evitavam".

Apesar da pouca receptividade da banda, Mike Rutherford e Phil Collins contribuiram de forma significativa, a ponto deste disco ser considerado por muitos como o melhor álbum que
Gêneses jamais fez !

Algumas faixas ainda hoje fazem parte de seus shows, entre elas se destacam A Tower Struck Down e 'Shadow of the Hierophant'.

Saindo do Genesis ...

Depois da gravação do disco ' Wings and Wuthering' toma a decisão de deixar o grupo, desejando desenvolver um som próprio, com identidade e sem a obrigação de justificar suas idéias como ocorria dentro do Genesis.

Seu segundo disco, fruto deste novo direcionamento em sua carreira foi 'Please Don't Touch' que incluia a participação de Richie Havens e de Randy Crawford nos vocais da faixa 'Hoping Love Will Last'.

Saudando A Manhã Espectral

Depois do sucesso da tour 'Please Don't Touch' entrou no estúdio Hilversum - Holanda - para gravar novas músicas criadas durante a excursão que acabaram se tornando o disco Greeting The Spectral Morning.

Este disco, foi gravado no começo de 1979.

"Lembro que era uma época de muito, muito frio, - 16 graus negativos - e de muito pouco tempo para dormir ! Eu chegava no hotel às 3 horas da madrugada e as camareiras começavam a arrumar os quartos... eu juro elas começavam trabalhar às 4 horas ! ... O estudio era grande... a experiência inteira foi absolutamente maravilhosa..."

O álbum foi um grande sucesso na Inglaterra e Europa !

Fans lotaram os teatros durante a primeira excursão na Inglaterra e Europa incluindo a participação no festival de Reading em agosto.

Os grandes sucessos deste album foram as músicas 'The Virgin & The Gypsy' e a canção 'Everyday'.

Muitas influências são vistas neste disco, da música oriental na canção 'The Red Flower of Ta Chai Blooms Everywhere', ao rock 'Clocks - The Angel of Mons'!

Defecting

Os fãs não tiveram que esperar muito pelo novo álbum de Steve.

Defector foi lançado pouco menos de 1 ano depois !

O disco fala do choque de sua visita a Europa Oriental, ele explica,

" Nós tocamos em alguns paises da Europa Oriental e nos causou estranheza a Estonia, na época ainda pertencente a antiga União Sovietica, não havia cor ! Os edifícios eram pintados em 2 cores e o resto concreto... eu achei que os interiores de igrejas eram o único lugar onde havia alguma imaginação e cor..."

Musicalmente o álbum era de longe o mais pesado que ele havia gravado, ele admitiu a mudança em uma entrevista de julhode 1980 para a revista Sounds ...

"Esta foi a excursão em que mais me envolvi em todos os seus aspectos, sejam musicais ou técnicos... a música, organização o público. Tive necessidade de me expor mais, ser mais expansivo...

"O trabalho com o Gênesis não permitia isso, era sempre mais analítico, cerebral, talvez eu esteja reagindo contra isso agora, passei da fase mental para a fisica..."

A mudança desta fase não se restringiu apenas ao lado musical, Steve vestiu calças jeans pretas e Camiseta, descartando o olhar de jogador cigano que tinha sido sua marca registrada no Genesis.

O álbum foi muito bem recebido pela critica ! Numa das musicas deste disco, Institution' utilizou um aparelho chamado Optigan, que tinha descoberto na Holanda durante as sessões de gravação do disco Spectral Mornings...

" Eu achei este aparelho num lugar chamado Relight Studios nele o Genesis gravou o disco Wind & Wuthering. Era uma máquina surpreendente... ela pré-registra riffs apartir de amostras de som que você insere ... eu a usei em Defector, na faixa Sentimental Institution, fazia o som parecer de uma big band gravada em 78 rotações. De fato é um de meu discos favoritos..."

A excursão de lançamento levou Steve pela primeira vez para o E.U.A como artista solo.

 

 

 

 

 

 

Finding A Cure

Este disco dividiu seus fãs !. Muitos não conseguiram entender o direcionamento mais comercial deste disco. Ele explica a mudança ...

" Bem, na ocasião eu estava aprendendo cantar e tentando desenvolver uma digamos, personalidade vocal ... Não foi uma decisão consciente escrever canções comerciais,... eu vejo este disco como um álbum de transição ..."

Seja qual for as razões, Finding A Cure marca uma mudança de direção.

Cai novamente na estrada com o itinerário da excursão incluindo vários concertos na União Soviética. Entre os integrantes da banda destacam-se Chas Cronk do Strawbs no baixo e Ian Mosley na bateria, que tempos depois iria para o Marillion.

1982 foi um ano relativamente calmo. Além de escrever novas canções, participou em numerosas atividades beneficientes, incluindo um concerto em beneficio do povo polones chamado "Poland Aid" e outro ao Guildford Civic Centre for the Tadworth Children's Hospital no qual ele foi acompanhado pelos velhos amigos Peter Gabriel e Mike Rutherford.

Neste mesmo ano numa fria e úmida tarde de sábado, 60 mil pessoas assistiram a um show com a clássica formação do Genesis no Milton Keynes Bowl em beneficio do WOMAD - fundo contra a fome organizado porr Peter Gabriel.

1983 marca o lançamento dos discos "Cell 151" e após ao término de sua tour de lançamento outro disco vem a público, "Highly Strung"

Musicalmente ele estava muito receptivo a novas influências, notadamente a World Music. O disco "Till We Have Faces" era um misto de exploração ritmica e de samba !

A maioria das músicas foram escritas no Brasil.

Tanto a critica como muitos de seus fans não entenderam suas pretensões, ele fala...

" Eu pensei nisto como uma experiência de aprendizagem de tão envolvido que estava... os músicos deste disco eu conheci na rua... a situação foi mesmo atipica, tive pouco tempo de estúdio e muito trabalho! Quando dei por terminado, enviei para a Inglaterra onde realizei os trabalhos de misagem... É um álbum que pode ser visto como 2 coisas distintas... melodia e improviso, com enfase no lado rítmico..."

Em virtude das dificuldades de logisticas e de custo para organizar uma excursão incluindo uma escola de samba, este álbum permaneceu e ainda permanece como o único de seus discos que não foram tocados ao vivo !

É certo que se este disco fosse lançado hoje, teria uma repercussão muito maior da alcançada na época.

Após quase 1 ano sem subir num palco, ele fez seu primeiro show numa apresentação beneficiente organizada pelo Marillion no Hammersmith odeon em de fevereiro 1986.

Nesta época, rumores davam como certa sua união a Steve Howe - que recentemente havia saido do Yes - num projeto comum. Muitos fãs mostraram-se naturalmente céticos quanto a isso, mas em março foi lançado o single 'When The Heart Rules The Mind de uma nova banda chamada GTR, então não havia mais o que duvidar !

'When The Heart Rules The Mind' fez enorme sucesso nos Estados e alcançou posição respeitavel nas paradas Inglesas e da Europa em geral, resultando numa excursão para promover o álbum que culminou com o espetáculo no Hammersmith Odeon.

Este show foi dividido em três partes, os dois Steves executando musicas acústicas individualmente e em duo e o show principal com o grupo GTR.

Gaining Momentum

A excursão de lançamento deste disco pela Inglaterra e Europa foi longa e bem aceita.
Após o término desta tour, passaria os 2 próximos anos envolvido na contrução de seu estúdio de gravação e trabalhando em outras atividades beneficientes entre as quais o 'Rock Against Repatriation'

O período de 1988 até meados de 1992 apesar de não ter nenhum lançamento ficou longe de inativo para ele. Em 1992 a gravadora Virgin lança coletânea The Unauthorised Biography, uma seleção de suas melhores músicas da época em que era contratado do selo Charisma além de outras nunca lançadas antes comercialmente.

O disco ao vivo 'Time Lapse' lançado em seguida, reúne dois concertos gravados com quase 10 anos de diferença . O primeiro gravado no Teatro Savoy de Nova Iorque em 1981 e o outro em 1990 apartir de um especial para a televisão.


Nesta época empreende excursão pelos E.U.A. para promover o disco e gravar alguns takes com material de seu próximo álbum de estúdio 'Guitar Noir' ' que foi lançado em maio de 1993.

Seu próximo projeto era o disco 'Blues With A Feeling', lançado em setembro de 1994. É uma espécie de tributo de Steve para com a música que o influenciou e foi fonte de inspiração no início de sua carreira. Ele explicou as razões deste disco em recente entrevista...

" A grande coisa sobre o blues é que é gostoso e simples de tocar. Você não tem que se preocupar muito com a canção. Você toca sem se preocupar em inventar um novo idioma, novas frases musicais, um estilo novo. Ele não exige que você ré-invente a roda " É simplemente blues !.

DISCOGRAFIA

Voyage of Acolyte - 1975

Please Don't Touch - 1978

Spectral Mornings - 1979

Defector´s - 1980

Cured - 1981

Highly Strung - 1983

Bay of Kings - 1983

Till We Have Faces - 1983

Momentum - 1988

Time Lapse (ao vivo)- 1992

The Unauthorised Biography (coletânea) - 1992

Guitar Noir - 1994

Blues with a Felling - 1994

There Are Many Sides To The Night (acústico ao vivo) - 1994

A Midsummer Night's Dream (concerto para guitarra e orquestra) - 1997

Genesis Revisited - 1997

The Tokyo Tapes (ao vivo) - 1998

VIDEOS

Steve Hackett Live! - 1990

The Tokyo Tapes Video - 1998