Make your own free website on Tripod.com
Vozes Femininas Portuguesas
Cristina Branco

"(...)é ver o constante elogio da poesia e de vários poetas, ver Cristina Branco percorrer o seu reportório de canções tão distintas com uma facilidade que impressiona os mais desatentos. É ver uma voz de imensa força abrir-se e transbordar palavras de intensa beleza."

André Gomes, site "bodyspace",2005.

cristinabranco-2001.jpg
Cristina Branco - 2001

Cristina Branco é uma das gratas surpresas do fado português dos últimos anos.  Portuguesa de Almeirim, uma aldeia do Ribatejo, a norte de Lisboa, viveu a infância e juventude alheia ao fado, preferindo as sonoridades do jazz, do blues e da bossa nova, como a maior parte da juventude pós-Revolução dos Cravos.  Aos dezoito anos, contudo, teve seu primeiro contato com o trabalho de Amália Rodrigues, através do qual adquiriu sua paixão pelo fado.  A descoberta da emoção e da paixão dos fadistas fez com que a estudante de psicologia dedicasse seus estudos à técnica vocal e ao canto, estreando como cantora na Holanda.  
               A carreira de Cristina Branco curiosamente ganhou amplitude na França, onde lançou seu primeiro álbum, "Murmúrios" (1999), um sucesso de crítica, aclamado por muitos como a "revelação do ano" naquele país.  Seu segundo trabalho, "Post-Scriptum" (2000), também aplaudido pela crítica francesa, foi seu "passaporte" musical para o regresso à Portugal, país que curiosamente só veio a conhecer o talento de Cristina Branco quando já seu nome era uma forte presença no resto da Europa.
                  Suas performances no palco são elogiadíssimas, já que, segundo os críticos, Cristina Branco une o calor do canto "pop" às interpretações emotivas do fado, acrescentando ainda um toque de sensualidade antes jamais visto em cantoras de fado.
               A fadista é casada com Custódio Castelo, musicista dedicado à guitarra portuguesa e compositor de praticamente todos os fados do repertório de Cristina.   Em 2001, a cantora lançou o álbum "Corpo Iluminado", com o qual, dizem os críticos, "atingiu sua maturidade artística".  Já em 2003, Cristina Branco lançou o álbum "Sensus", que em fevereiro do mesmo ano começou a ser comercializado na França, Holanda e Alemanha.  Vale a pena destacar a regravação de "O Meu Amor", de Chico Buarque, que Cristina transformou em uma lânguida canção de amor, bem como a inclusão de outras canções brasileiras (Vinicius de Moraes é uma presença a recordar).   
Seu mais recente álbum, lançado em 2005, é "Ulisses", cujo título remete ao mitológico navegante grego. Segundo o site oficial da cantora, o álbum "faz justiça ao seu nome" ao evocar "a viagem, a aventura, a divagação, o amor, a partida, o regresso". Neste álbum, Cristina Branco mostra-se uma cantora cada vez mais versátil, gravando canções originais mas também registrando sucessos de Joni Mitchel, Mercedes Sosa e Amália Rodrigues.
               Infelizmente o Brasil ainda não descobriu o calor de seu canto, nem sua beleza cativante, nem os arranjos geniais de Custódio Castelo... 
             

cristina-cd-ulisses.jpg

cdcristina1.jpg

cdcristina2.jpg

cdcristina3.jpg

cdcristinabranco.jpg

sensus.jpg

Cristina Branco

Cristina Branco

MELOMUSIC - Cristina Branco

.

Clicando na imagem principal você terá acesso ao site oficial da cantora.  Algumas das fotografias são também "links" para outros "sites" sobre a artista.